Brinquedoteca vira home office descolado

O quarto da brincadeira se transformou em um charmoso escritório

Texto: Natália Nadaleto

Em constante evolução | <i>Crédito: RICARDO JAEGER
Em constante evolução | Crédito: RICARDO JAEGER
"A necessidade de um espaço para estudar ficou maior que a de um para brincar”, conta a arquiteta Priscila Acosta, de Porto Alegre, sobre o primeiro impulso para reformular o quarto de folia da filha de 9 anos. Somou-se a isso a vontade da própria profissional de montar um home office. Então, em uma semana e com um orçamento bem enxuto, o ambiente de 5,76 m² transformou-se em um charmoso escritório – com direito a ampla bancada e novo projeto elétrico – em que mãe e filha compartilham a rotina em harmonia.

Antes de Depois:

Custo baixo: peças repaginadas e iluminação criativa

Depois:
Fotos: Ricardo Jaeger

❚ O antigo balcão (2,37 x 0,55 x 0,75 m) com portas lilás ganhou nova roupagem com Contact branco. “Retirei gavetas e puxadores e, para evitar bolhas, fui colando aos poucos, com a ajuda de um pano macio”, diz Priscila. 

❚ A bancada (2,37 x 0,50 x 0,78 m) feita sob medida acomoda mãe e filha, lado a lado. Apoiada pelo tampo do balcão, de um lado, e por um pé, do outro, a peça tem sua estabilidade assegurada por um grampo em L bem no centro da estrutura, que a fixa à alvenaria. Da marcenaria veio ainda o par de prateleiras (1 x 0,25 x 0,04 m cada) acima. 

❚ As cadeiras, achadas em uma caçamba pela mãe de Priscila, foram pintadas de amarelo. A partir dessa cor, a arquiteta elegeu um tom complementar, o cinza, para revestir uma das paredes. 

❚ A fim de ampliar a quantidade de tomadas na bancada e criar novos pontos de luz, foi instalado um eletroduto aparente. “É uma solução que evita quebra-quebra, custa pouco e dá um efeito moderno. Eu adoro!”, afirma a moça. 

❚ Criados pela arquiteta, o pendente com fio enrolado na mão-francesa e o outro, com três lâmpadas, posicionado no canto oposto, completam a cena.






23/01/2017 - 16:55

Conecte-se

Revista Minha Casa
Coleção CARAS