Quarto de casal com decoração romântica

O rosa pálido serve à mulher e ao marido, deixando o quarto elegante e acolhedor.

Reportagem Visual Tatiana Guardian e Verônica Naka (assistente) | Texto Flávia Pinho | Fotos Luis Gomes | Ilustração Alice Campoy

Projeto da arquiteta Regina Adorno | <i>Crédito: Foto Luis Gomes
Projeto da arquiteta Regina Adorno | Crédito: Foto Luis Gomes
Chegar em casa no fim do dia e mergulhar em um espaço assim, bonito e repousante... Não é o que a gente tanto deseja? Ao idealizar este projeto a convite da redação de MINHA CASA, a arquiteta paulista Regina Adorno focou em um desafio cada vez mais frequente: contemplar o conjunto de itens indispensáveis, mais aqueles pequenos luxos que todo mundo adora, em uma planta reduzida. O quarto com 2,80 x 3,55 m exibe uma atmosfera feminina livre de clichês, fruto do revestimento que forra a parede principal - um tecido autocolante com desenho imitando o capitonê (acabamento acolchoado que forma desenhos geométricos), comum em estofados. "É uma estampa que transmite aconchego", destaca Regina. Para equilibrar elemento tão marcante, a cabeceira de MDF, o armário embutido, o espelho de chão e os móveis de apoio privilegiam as linhas retas. "Formas suaves e cores neutras favorecem o descanso." 
A parede da cabeceira é um show

• O tecido autocolante da Flok é aplicado na parede como um adesivo comum - basta que a superfície não tenha bolhas nem trincas. Neste projeto, foi usado um tecido em rolo, que exigiu quatro pessoas para fixá-lo. Mas em geral a empresa fornece a estampa capitonê (e cerca de outras dez) em placas de 50 x 50 cm, que qualquer um pode colocar. A limpeza requer pano úmido e sabão neutro. Tecido autocolante impermeável (placas de 50 x 50 cm) - Flok Tecido Adesivo, o pacote (com quatro placas).

• Por trás da cama box, uma placa de MDF substitui a cabeceira. Ela mede 2,75 x 1,05 m e foi cortada de uma chapa. Uma fita de PVC branco arremata as bordas.

• O criado-mudo de desenho antiguinho se destaca. Magro, alto e com três gavetas, é um achado para quartos de pequenas dimensões.

• Luminárias com hastes finas contrapõem-se ao clima romântico. "O foco direcionado é mais eficiente do que o abajur e incomoda menos o parceiro", explica Regina.

• Clarinho, o piso laminado faz o ambiente parecer maior. Cores neutras também marcam o enxoval - única exceção, a manta segue o tom rosado da parede.

Delicado, mas sem fru-fru

• O entorno branco e cru - em armário, cortina, tapete e piso - realça o tecido bege-rosado aplicado na parede.

• Uma pitada de cor forte - no caso, o amarelo do cubo - quebra a sisudez de um jeito contemporâneo. 

Pincelada arrojada nos acessórios

• A cortina transparente de organza pede forro do tipo blecaute se a janela for só de vidro - por isso o varão duplo.

• As banquetas Barcelona, assinadas pelo arquiteto alemão Mies van der Rohe (1886-1969), exibem pés cromados e assento de couro sintético.

• O cubo amarelo agrada a quem só deseja um apoio ao lado da cabeceira. "Assim fica mais fácil evitar bagunça", diz Regina.

• Repare no tapete felpudo. "Quando há pouco espaço, fica mais charmoso colocar uma peça maior, sob os pés da cama, do que duas pequeninas nas laterais", opina a arquiteta. 

Guarda-roupa bem bolado

• Ele vai até o teto e ocupa toda a largura disponível, em uma configuração para casal.

• O armário foi encaixado entre duas paredes e tem portas de correr (de MDP), que não consomem a área de circulação.

• De aço encapado com vinil, as divisões internas (prateleiras, calceiro, sapateira e gavetas aramadas) não descascam nem enferrujam. E trazem uma senhora economia - se fossem de madeira, custariam até 70% mais, segundo o fabricante. 

Suíte completa

• O armário vai até o limite da porta para o banheiro (1). 


*Tinta acrílica fosca, cor Noviça (ref. B007) - Tintas MC

*Largura x profundidade x altura.

20/03/2017 - 16:25

Conecte-se

Revista Minha Casa
Coleção CARAS