Confira 12 soluções para separar a cozinha da lavanderia

Vizinhas e, muitas vezes, unidas para compartilhar a luz natural e a ventilação, essas duas áreas não precisam ser 100% integradas. Portas, cobogós, alvenaria e até persianas podem dar conta de disfarçar o canto de serviço

Minha Casa Digital

Separar Coriznha _20 | <i>Crédito: Divulgação
Separar Coriznha _20 | Crédito: Divulgação

UMA DIVISÓRIA FIXA, OUTRA DE CORRER

Mais do que esconder a lavanderia, a ideia foi camuflar o acesso a ela.  De MDF (1,96 x 2,46 m, Marcenaria Sadi), a porta fixa recebeu tinta esmalte preto fosco e, a de correr, adesivo vinílico com plotagem (e-PrintShop). Criadora do projeto, a designer de interiores paulistana Bia Barreto pediu ao marceneiro para que a estrutura tivesse trilhos apenas na parte superior da folha corrediça, o que evitou desníveis ou barreiras no piso, que poderiam atrapalhar a circulação.

PORTA DE VIDRO ADESIVADA

Ao entrar neste apartamento, logo se via a lavanderia, que era totalmente aberta. Incomodada com a situação, a moradora e arquiteta Cristiane Dilly, do escritório paulista Dhuo Arquitetura, decidiu isolar o serviço com uma porta de correr de vidro (temperado de 8 mm) –  são duas folhas de 0,64 x 2,20 m, uma corrediça e outra fixa (Vidroart). O disfarce se completa com uma película de adesivo vinílico branco (GT5 Film), que reveste as superfícies.

VIDRO FIXO ADESIVADO

Para quem tem a lavanderia sempre em ordem e pretende apenas criar um vidro entre o fogão e o tanque, a saída pode ser uma folha fixa de vidro, também chamada de para-ducha. Neste apartamento- -modelo, a arquiteta paulistana Renata Cáfaro usou vidro temperado de 8 mm (0,30 x 1,90 m), com perfil de alumínio (Vidros Serv LC). O toque final é a cobertura com adesivo vinílico com frisos no padrão branco jateado (GT5 Film).

PORTA DE VIDRO SERIGRAFADO

A área estreita e comprida integra cozinha, lavanderia e laje técnica, onde ficam equipamentos como aquecedor a gás e ar-condicionado – esse canto é isolado por uma porta veneziana de alumínio branca.  Já a divisória dos outros dois espaços é mais elegante: portas de correr de vidro serigrafado, cor Milk (0,90 x 2,30 m cada folha. Artenele), com trilho na parte superior. O projeto é do arquiteto Thiago Manarelli e da designer de interiores Ana Paula Guimarães, de Salvador.

COMBINAÇÃO DE GRANITO E VIDRO ADESIVADO

 Seguindo os acabamentos da cozinha, a designer de interiores Ana Meirelles, de Niterói, RJ, encomendou uma estrutura de granito verde ubatuba (0,83 x 0,20 x 1,10 m, Marmoraria Orion) para proteger a área do fogão. Acima dela, foi instalado um vidro (0,83 x 1,20 m), e uma porta de correr de mesmo material (0,80 x 2,40 m, com 10 mm, da Blindex. Bel Vidros) limita o acesso à lavanderia. Adesivos vinílicos com efeito de jateado (AplicFilm.com, R$  280) cobrem as superfícies.

COMO UMA JANELA FIXA

Antes da reforma, os ambientes compartilhavam o espaço, até que o arquiteto Cidomar Biancardi Filho, de São Paulo, criou uma solução que isolou parte do serviço e ainda aumentou a área de trabalho da cozinha. Ele ergueu meia-parede de alvenaria (1,10 m) e, sobre ela, incluiu um vidro fixo (1,10 x 1,10 m) com perfis de alumínio preto (AVQ Vidros). “Usei acabamento jateado para barrar a visão e deixar passar a luz natural”, justifica. A área de passagem ficou completamente aberta.

MURETINHA DE ALVENARIA

Por aqui, a única barreira entre os espaços é um muro  (0,80 x 0,15 x 1,15 m) construído entre as áreas ocupadas pelo fogão e a máquina de lavar roupa. Respeitando a linguagem da cozinha, Renata Carboni e Thiago Lorente, do escritório paulistano Coletivo Paralaxe, encomendaram um acabamento feito da mesma pedra da pia – granito preto são gabriel (Directa Piedras). Como a parte superior é aberta, a marcenaria também se repete nos dois ambientes.

ELEMENTOS VAZADOS

Eles deixam passar luz e ventilação e, ao mesmo tempo, bloqueiam parcialmente a vista da área de serviço. A estrutura, projetada  pela arquiteta Marina Barotti, de São Bernardo do Campo, SP, é composta por 11 fileiras horizontais de cobogós ( Rama Amarelo , de 23 x 8 x 16 cm, da Cerâmica Martins. Ibiza Acabamentos) – o assentamento se deu com argamassa para blocos de vidro. De louça esmaltada, as peças são fáceis de limpar.

DIVISÓRIA DE ALVENARIA

A configuração é original do imóvel: a estrutura que separa os espaços é uma coluna da edificação, que não pode ser removida. Mas a moradora, a assessora de imprensa Adriana Coev, de São Caetano do Sul, SP, viu nessa barreira uma boa aliada. Com 50 cm de largura, revestida com a mesma cerâmica dos ambientes, a parede tira do alcance dos olhos o aquecedor a gás e o varal, itens que mais a incomodam. “Desisti até de instalar uma porta ali, já que poderia diminuir a iluminação natural da cozinha”, comenta.

PORTAS ENVIDRAÇADAS TRANSPARENTES

Com perfis de alumínio anodizado preto, a esquadria de 2,20 x  2,10 m é dotada de vidros temperados de 6 mm, que deixam a lavanderia completamente à mostra. Por isso, os moradores Camila Mendonça e Bruno Cesar de Campos, de São Paulo, têm de se esforçar para manter tudo organizado. Com uma folha fixa e outra de correr.

PERSIANA COM FUNÇÃO DE PORTA

A abertura entre os dois ambientes foi projetada para receber uma esquadria. Porém, a designer de interiores Letícia Laurino Almeida,  de Porto Alegre, optou por um elemento mais barato, de fáceis instalação  e manutenção: uma persiana rolô, feita de tecido translúcido resinado, com bandô de alumínio (da Persol, de 0,82 x 2,26 m. Nicola Interiores). Ao cozinhar, ou para esconder a bagunça da lavanderia, basta abaixá-la e o espaço fica totalmente isolado.

CORTINA À PROVA DE FOGO

Se há roupas no varal ou quando o fogão está em uso, a persiana rolô (de tecido panamá, de 0,70 x 2,35 m, da Luxaflex. Beare Decor), presa ao teto por um suporte de ferro sem bandô, desce e isola parcialmente as áreas. A boa ideia é do arquiteto  Marcos Contrera, de Santo André, SP, que especificou um produto antichama, zelando pela segurança dos proprietários. O tecido da cortina é também lavável, o que facilita a limpeza.

21/01/2017 - 10:30

Conecte-se

Revista Minha Casa
Coleção CARAS