Trinta minidicas para deixar sua casa em ordem

Para quem fica apavorado só de pensar em passar o final de semana arrumando a casa, uma boa notícia: esqueça a grande mobilização antibagunça. Um micromovimento de organização por dia já faz a morada respirar e a gente se sentir bem

Texto: Kátia Stringueto e Silvia Avanzi

30 minidicas para deixar sua casa em ordem | <i>Crédito: Luis Gomes
30 minidicas para deixar sua casa em ordem | Crédito: Luis Gomes

1.  O asseio e a ordem que você deseja podem ser muito mais fáceis de alcançar do que imagina. É o que defende o livro Tudo Limpo e Organizado em 1 Minuto, da guru da organização Donna Smallin, lançado pela editora Gente. Uma dica para começar: separar o que chega pelo correio todos os dias e mandar para a reciclagem imediatamente o que não tem mais utilidade.

2. Limpeza uma vez por dia. Calma, você não precisa fazer uma blitz em toda a casa o tempo todo para ver se as coisas estão em ordem. Mas, se o laptop está no sofá e o canto dele é na estante, devolva-o. Parece bobagem, mas esse é um dos melhores truques da arrumação. Uma vez que o objeto tenha lugar próprio, nunca mais o guarde em outro local.

3. As contas podem ter dois espaços definidos. Uma pasta onde ficam as já pagas (se a pasta tiver divisórias, pode ser compartimentada em água, luz, cartão de crédito, condomínio, telefone, IPTU, seguro do carro) e outra com aquelas a quitar. Se você é do tipo que costuma esquecer de saldar as contas no prazo e não gosta de débido automático, facilita muito criar um display na porta de casa onde as contas a pagar fiquem à vista. Fáceis de acessar, difíceis de esquecer

4. Manter uma mesinha perto da porta principal é uma boa providência para servir de apoio a bolsas, chaves e pacotes que trazemos para casa e que serão em seguida colocados no devido lugar. Da mesma forma, o móvel pode ser usado para você depositar aquelas peças que precisam ser levadas à costureira, lavanderia etc. e das quais só se lembra quando vê de relance.

5. Sabe aqueles itens que vira e mexe você precisa ter à mão para uma receita? Colheres de medida, pegadores de panela, mexedores? Pois eles são justamente o tipo de peça que atola a gaveta da cozinha. Em vez de deixá-los ali bagunçados, pendure-os em ganchos na parede interna do gabinete da cozinha, embaixo da pia. Um aviso que vale ouro: posicione os ganchos no espaço entre as prateleiras, assim a porta poderá fechar corretamente.

6. "Uma casa sem livros é como um quarto sem janelas”, ponderou o educador norteamericano Horace Mann. Sendo assim, uma boa ideia é distribuí-los entre os ambientes por temas: títulos de trabalho vão para o home office; exemplares de receitas ficam em uma estante ou armário da cozinha; livros escolares, no quarto das crianças; de arte, na sala; e as leituras do momento, no dormitório. Sempre que a coleção crescer demais, pense em doar alguns volumes para entidades filantrópicas e livrar espaço.

7. Um pé para lá, outro para cá. Em vez de colocar os pares de sapatos lado a lado, sempre com a ponta para a frente, intercale. Posicione um pé com a ponta para a frente e o outro com a ponta para trás, ou um sobre o outro, também em posições inversas. Se a prateleira for funda, para aumentar a visibilidade, ponha um pé na frente e o outro alinhado atrás.

8. Mesmo que tenha um escritório, não é legal deixar tudo entulhado na estante. Uma sugestão é arrumar uma sacolinha de tecido para gadgets volumosos e colocá-la dentro do armário. E dar adeus àquelas caixas de papelão rasgadas – desagradáveis a quaisquer olhos.

9. A hora e a vez da sua bolsa. Chega de passar vergonha ao abri-la. Encontrar carteira, nécessaire, óculos, agenda, celular e chaves não deveria representar uma revolução. Mas, se for impossível mantê-los em harmonia, utilize organizadores de bolsas. E cuidado com a vontade de guardar todos os comprovantes de cartões ou lembretes de toda sorte. Uma boa limpada no final do dia traz resultados. Esvazie, elimine, coloque o resto de volta. Com essa rotina, acabam os problemas para encontrar alguma coisa.

10. Evite o escorrega-escorrega das blusas de seda colando no cabide um adesivo antiderrapante. Ao guardar as roupas no varão, agrupe-as por categoria, como calças, saias, camisas e vestidos, e também por cores, da mais clara à mais escura. Preste atenção no lado dos ganchos dos cabides: o põe e tira fica mais fácil se todos estiverem com a ponta voltada para o fundo do armário.

11. Essa blusa fica ou sai? Olhe cada peça e analise. Se a blusa ainda cai bem em você, se você é sempre elogiado quando a usa e, ainda por cima, se sente feliz toda vez que a veste, deixe-a ali. Se, ao contrário, a coloca e se sente desconfortável, diga adeus à peça. Está em dúvida? Faça uma selfie e mostre para uma pessoa de confiança que o ajude a tirar a prova dos nove.

12. Como manter a mesa do escritório em ordem? Se suas gavetas estiverem devidamente organizadas, você não precisa deixar nada bagunçado em cima da mesa. E é sempre importante criar um cronograma das atividades para não ser engolido pelos papéis no final do dia! Descarte o que não for mais precisar, anote os recados em só um local (de preferência um caderno) e tente devolver as coisas para seu devido lugar.

13. Despensa também faz parte da casa. Para mantê-la sempre organizada, a visibilidade é fundamental. “Itens maiores ficam atrás, os menores, à frente”, ensina a personal organizer Débora Campos. Nas prateleiras ao alcance das mãos e dos olhos, guarde o que entra e sai com frequência, como temperos, guardanapos e mantimentos. Acomode os itens afins em cestinhas organizadoras de plástico.

14. Prateleiras reguláveis em trilhos de aço são uma ótima solução para aproveitar a área ociosa na parede da lavanderia. Se houver espaço, vale complementar o recanto com uma estante em forma de coluna. Todos os itens são encontrados em home centers.

15. Utilize cabides infantis para pendurar calças e saias longas. Como eles são menores do que os regulares, evitam que as roupas encostem na base do armário. Além disso, liberam espaço abaixo da peça. Ainda falando em cabides, melhor comprá-los da mesma cor para dar unidade visual ao guarda-roupa e não fazer tudo parecer mais bagunçado ainda. Cabides finos são ideais porque ocupam menos espaço e permitem manter as peças arejadas.

16. Como aproveitar bem o espaço dentro das gavetas? Dobrando as roupas melhor. “Use um molde, como um livro, revista ou folha de papelão para que elas fiquem da mesma largura e comprimento”, esclarece a personal organizer Larissa Sorrentino. Tudo dobrado, disponha as peças enfileiradas. Separe-as por uso – manga curta, longa, pijamas e malhas. Para mantê-las no lugar, a personal organizer Ana Ziccardi recomenda encaixar divisórias plásticas entre as fileiras.

17. Continue a auditoria no guarda-roupa avaliando o que tem, o que precisa tirar e que itens organizadores deverá comprar. Não é necessário fazer tudo de uma vez (isso levaria em torno de quatro horas, segundo experts). Depois de checar as blusas, verifique calças, saias, casacos etc.

18. Não tem sentido guardar um cabo carregador de um aparelho que você nem possui mais! Descarte de forma adequada (pesquise na internet as empresas que reciclam lixo eletrônico na sua cidade). Para organizá-los, o jeito mais rápido e prático é enrolar os fios e prender com um elástico de cabelo (aqueles elásticos de dinheiro depois de um tempo simplesmente derretem). Coloque tudo em uma caixa. Dá até para etiquetar a que cada um deles está destinado.

19. Antes de sair de casa, que tal deixar a pia do banheiro limpa? Nota 1000 para o bem-estar que sentirá ao voltar ao lar. Parece pouco, mas, feito isso, você vai pensar duas vezes antes de cometer outras desordens, como amontoar as toalhas úmidas ou deixar roupas penduradas no puxador da porta. A mesma dica vale para a pia da cozinha.

20. Tente dar um pouco de ordem à roupa íntima. Em vez de socar calcinhas e cuecas dentro da gaveta, compre organizadores do tipo colmeia – à venda em lojas de produtos para casa.“Eles também são ótimos para acomodar sutiãs e conservá-los por mais tempo. Outro bônus é que parecem bem mais bonitos dentro das gavetas”, ensina a personal organizer Carol Rosa.

21. Segundo o arquiteto e consultor de feng shui Carlos Solano, o “destralhamento” é uma forma de transformar a vida. A saúde melhora, a criatividade cresce e os relacionamentos se aprimoram. Observe o que diz a arte chinesa da harmonização de ambientes. “No porão e no sótão, as tralhas viram sobrecarga. Na entrada, restringem o fluxo da vida. Empilhadas no chão, nos puxam para baixo. Acima, são dor de cabeça. Sob a cama, poluem o sono.

22. Ainda na cozinha, os potinhos de plástico ficam de um lado, as tampas, do outro – de preferência, arrumadas dentro de outra vasilha. Isso economiza muito espaço. “Se quiser, pode ainda numerar tampas e potes para não perder o par”, ensina a personal organizer Larissa Sorrentino. Outra dica: coloque a tampa das panelas de cabeça para baixo e guarde as formas de bolo em pé.

23. Dedique-se a doar tudo aquilo que não usa mais. E libere o ambiente e a sua mente dos excessos. Muitas instituições beneficentes ou religiosas mantêm bazares permanentes que recebem doações. O que não serve mais para você pode fazer a felicidade de outros.

24. O jeito mais tradicional de subdividir as gavetas do gabinete da cozinha costuma funcionar bem: na primeira ficam os talheres básicos, na segunda, utensílios para cozinhar e servir. Reserve uma gaveta para panos de prato, toalhas de mesa e aventais, e outra para jogos americanos, enrolados e presos por elástico. Rolos de plástico filme e de papel-alumínio também podem ficar ali.

25. Faça a mobília trabalhar dobrado. É isso mesmo. No quarto das crianças, instale displays na lateral da cômoda para dispor, por exemplo, livros. Já o interior da cama baú é perfeito para receber itens volumosos ou de pouco uso, como malas, travesseiros de visitas e casacos de inverno, além de miudezas, tudo bem acomodado em embalagens adequadas.

26. Na cozinha, a pista é categorizar e separar as peças por uso frequente, médio ou baixo. Os itens usados diariamente para pôr a mesa de refeições, como pratos, talheres, copos e xícaras, podem ficar todos próximos. A medida é fundamental para economizar energia e tempo.

27. Organizadores certos para cada item ajudam a manter a casa pacificada. O produtos não são caros e facilitam muito o dia a dia. “Caixas de tecido guardam biquínis, lenços ou peças de pouco uso, como saídas de praia. Itens de acrílico com divisórias são essenciais para colocar acessórios. Cestos plásticos no banheiro reúnem produtos de higiene, e na despensa, separam mantimentos”, sugere a personal organizer Carol Rosa.

28. Cansado de perder grampos, pinças, alfinetes e tesoura no fundo de uma gaveta? Magnetize esses pequenos acessórios. A forma prática de solucionar esse problema é fixá-los a uma tira magnética adesivada (encontrada em papelarias). Um bom lugar para a fita é a face interior da porta do gabinete do banheiro. Sucesso garantido.

29. Estabeleça limites para bolsas. Instale divisores de prateleira para mantê-las na posição vertical e eliminar aquelas dobras. Não há espaço suficiente para todos os seus modelos? Considere essa uma sugestão para reduzir a quantidade deles. Será que precisa mesmo de tantas peças?

30. Por último, evite que sua sala de estar se transforme em uma banca de jornal depois do furacão. Revisteiros (ou cestos de palha) se encarregam de concentrar os exemplares em um mesmo ponto. Mas atenção: só mantenha ali as revistas do mês. As que deseja guardar podem ir para caixas organizadoras. As demais merecem circular.

23/01/2017 - 13:31

Conecte-se

Revista Minha Casa
Coleção CARAS