Certo & errado: aprenda a usar espelhos na decoração

Eles realmente têm poderes mágicos, já que fazem os ambientes parecerem mais espaçosos e iluminados.

REPORTAGEM VISUAL ISABELLA MENDONÇA E THIAGO ERMANO (ASSISTENTE) TEXTO XENYA BUCCHIONI / FOTOS CARLOS PIRATININGA

FOTOS CARLOS PIRATININGA | <i>Crédito: Certo & errado: aprenda a usar espelhos na decoração
FOTOS CARLOS PIRATININGA | Crédito: Certo & errado: aprenda a usar espelhos na decoração
Na sala de jantar, o posicionamento certo duplica o tamanho da mesa

Valorize a área de encontro da família e dos amigos com um modelo que cubra uma das paredes por inteiro (1). Note que, nesta sala, o conselho foi seguido à risca e até o aparador suspenso foi revestido (2).

O principal erro deste ambiente estava na posição da mesa (3), que não tirava proveito do reflexo no espelho para alongar a sala. Girar o móvel em 90 graus resolveu a questão: agora, o jogo de imagens dá a impressão de que o espaço é maior, afinal, o número de assentos foi multiplicado por dois.

A localização antiga também era perigosa, pois deixava as cadeiras muito perto do vidro (4). Se você não tiver como encostar a mesa na superfície espelhada, a saída mais segura e esteticamente correta é reservar o espelho somente à parte superior da parede, acima da altura dos encostos.

Use apenas um espelho por ambiente – reflexos em excesso se tornam desconfortáveis no dia a dia. Aqui, as duas peças menores (5) foram substituídas por um quadro (Tok & Stok), centralizado em relação à mesa.

O melhor método de fixação depende tanto da espessura do vidro quanto das características da base que irá recebê-lo. Para não errar, contrate um vidraceiro.

FOTOS CARLOS PIRATININGA

A medida ideal para o quarto

“Não se esqueça de levar em conta o que vai ser refletido”, alerta o arquiteto Ricardo Caminada, de São Paulo. Aqui, a peça sobre o criado-mudo estava inadequada porque espelhava a imagem do banheiro (1). Bastou retirá-la para corrigir o problema.

Em vez de pequenos espelhos, invista em peças grandes para dar a sensação de amplitude. “Atrás da cama ou no armário, o truque sempre funciona”, diz o designer de interiores Fernando Piva, de São Paulo. Neste projeto, a escolha certeira foi revestir as portas de abrir do guarda-roupa (2).

Se você quiser fazer o mesmo, consulte um marceneiro para checar se as portas não correm o risco de ceder com o peso do vidro. Se esse for o caso, a solução é aumentar o número de dobradiças.

FOTOS CARLOS PIRATININGA


62 maneiras de utilizar espelhos na decoração

29/12/2016 - 10:38

Conecte-se

Revista Minha Casa
Coleção CARAS