Cinco truques para aproveitar espaços em casas e apartamentos pequenos

O segredo para viver bem em imóveis pequenos é encontrar um modo inteligente de acomodar todos os pertences e ainda poder circular. Em busca de inspiração? As propostas a seguir têm de sobra!

Minha Casa Digital

Veja 5 truques de mágica para casas e apartamentos com pouco espaço | <i>Crédito: Divulgação
Veja 5 truques de mágica para casas e apartamentos com pouco espaço | Crédito: Divulgação

1. Cama box com baú
Outra forma infalível de fazer render um quarto  com poucos metros quadrados é investir em uma  cama box com baú, que oferece espaço para guardar roupa de cama e outros itens. Modelo similar: Per Agio Palace (1,38 x 1,88 x 0,53 m), da Simbal, com colchão  de molas pocket (ensacadas individualmente) e tratamento antiácaro.

2. Maleiro esperto
Como seu apê fica pertinho da orla, em Capão da Canoa, RS, a enfermeira Erika Piccoli e o marido, o analista de sistemas Marcelo, faziam questão de espaço para receber convidados nas férias de verão. Pensando nisso, as arquitetas Aline Dal’Pizzol e Marta Volkmer ofereceram soluções engenhosas, como este sofácama (Marcenaria Bella), que ocupa um canto da sala. De MDF com acabamento em laminado melamínico no padrão nogueira boreal, o móvel possui em sua base nichos para abrigar bagagens e cadeiras de praia. Para acessá-los, é só abrir as portas basculantes (abaixo) .

3. Banco que vira baú
Mais uma boa ideia pinçada do apartamento do casal paulistano Patrícia Yano e Emílio Francesquini: na área  da sala destinada ao jantar, o banco encostado na parede, feito de MDF, se revela também um baú. Em seu interior, acomoda toalhas e artigos pouco utilizados. Quando fechada, a tampa é recoberta por um futom, que garante o conforto de quem se senta para comer. Projeto da arquiteta Marina Barotti e execução da Arte em Móveis.

4. Mesinha retrátil
A cozinha costuma ser o cômodo que mais sofre com a falta de espaço nas plantas atuais. Por isso, fazer uso das paredes, escavando nichos e embutindo armários, é sempre uma boa na hora de poupar centímetros. Nesta proposta, uma peça multiúso, posicionada logo abaixo da abertura que acomoda  o micro-ondas, reúne gavetas, miniadega e, o melhor, uma mesinha retrátil que suporta até 25 kg.

5. Aproveitamento máximo do vão embaixo da escada
Explorar a área sob os degraus é outra alternativa, mas requer cuidados. Para começar, saiba que espaços com menos de 2 m de altura devem receber apenas prateleiras e armários baixos para evitar acidentes. “E como a escada tem força arquitetônica por si só, a composição debaixo dela deve ser leve”, alerta a arquiteta paulistana Flávia Portela. Um de seus projetos ilustra bem a ideia: dois módulos perpendiculares combinados com um painel espelhado, que atua como porta-chaves e ainda esconde o quadro de luz.

22/01/2017 - 10:29

Conecte-se

Revista Minha Casa
Coleção CARAS