Sala no capricho, decorada por ela!

Em dois meses, cores e estampas tomaram conta do estar, refletindo a personalidade da dona, a jornalista paulistana Juliana Duarte, que bolou cada detalhe – e revela todas as soluções nas próximas páginas. É pura inspiração!

Minha Casa Digital

Sala no capricho, decorada por ela! | <i>Crédito: ALESSANDRO GRUETZMACHER
Sala no capricho, decorada por ela! | Crédito: ALESSANDRO GRUETZMACHER

Meu coração bateu mais forte ao entrar aqui. Fiquei encantada com as possibilidades que teria para usar o espaço e fechei o contrato de aluguel. Recebi as chaves em fevereiro e, empolgada e cheia de ideias na cabeça, coloquei tudo em prática até abril, com ajuda do meu namorado,  Alessandro Guimarães. Garimpamos muita  coisa e fui personalizando cada cantinho. No início, tive medo de perder a mão na mistura de padronagens e cores, mas, com testes, cheguei à minha composição ideal. Confesso que fiquei orgulhosa e apaixonada pela salinha.”

PISCA-PISCA INCREMENTADO
Repare no mimo da lateral da estante: a moradora adornou um cordão de luzes de LED com forminhas de cupcake de silicone – bastou furar o centro de cada uma e passar as lâmpadas. O fio se prende ao enfeite de metal da parede.

POLTRONAS REMOÇADAS
Arrematadas em um bazar, as peças de design consagrado trocaram o couro pelo algodão estampado Somando material e serviço de tapeçaria (Bernart Couro), o total não chegou à metade do preço de uma nova.

TECIDO ADESIVO É TUDO!
Heranças do antigo endereço, a geladeirinha de bebidas e o rack ganharam roupa nova. Para ser promovido a mesa lateral, o cooler vestiu a estampa Calçada de São Paulo e a porta de correr do rack, Flor Miúda ambos da Panoah. “Personalizar peças com revestimento adesivado é muito fácil! Foi só medir, cortar e aplicar o material. A dica é ir alisando com uma régua e colar aos poucos, evitando bolhas”, indica Juliana.

ARRANJOS FORA DO LUGAR COMUM
“Não havia mais espaço nas paredes para fixar o lambe-lambe de 66 x 96 cm que eu adoro”, lembra a jornalista. A solução foi apoiar a moldura no chão e coroá-la com um fio de luz fazendo uma parceria despretensiosa com os dois quadrinhos já pregados.

CANOS COLORIDOS ATRAEM OLHARES
Quem nunca precisou fazer o fio da TV correr para o outro lado da sala, passando rente ao rodapé e ao batente da porta? Pois Juliana pensou que melhor do que disfarçá-lo seria colocá-lo em evidência. Comprou eletrodutos rígidos de PVC, pintou-os de roxo e pregou-os com presilhas plásticas. O encanamento formou uma moldura para a entrada do corredor, que também foi valorizado: quadros de tamanhos e cores diferentes formam um arranjo alegre e assimétrico.

COM BOLINHAS DE PINGUE-PONGUE
O engradado para garrafas se reinventou na sala de Juliana, que o transformou em uma luminária pra lá de criativa. Com muita paciência, a moça furou bolas de pingue-pongue com um prego, inseriu cada lâmpada de um pisca-pisca nos buraquinhos e arrematou com cola quente – como são de LED, não esquentam e não apresentam perigo. Depois, foi só enrolar os fio nas grades. Ao lado, uma galocha ganhou status de vaso.

MISTURA BOA NO CANTO DO BUFÊ
Para conversar com o estilo retrô do móvel (Charme, Meu Móvel de Madeira , R$  755,10), a moradora colocou ali um pôster antiguinho, assim como frascos bico de jaca, e pregou na parede molduras de gesso que ela mesma pintou. E como adora mesclar referências, fixou acima uma cabeça de cervo colorida, feita de MDF

TUDO SE REAPROVEITA
O quadro que teve o vidro quebrado não foi descartado e estava esperando sua hora de entrar na decoração. Coberta com tinta spray dourada, a madeira simplesmente foi apoiada na mesa lateral. Agora, ela emoldura outro item que iria para o lixo: uma garrafa de água que virou vaso. “Aí, foi só fazer uma produção com livros e meu anão roxo para completar o quadro 3D”, diverte-se a moça. No piso, o revisteiro colorido é da mesma linha do cervo de MDF da parede.

03/03/2017 - 17:15

Conecte-se

Revista Minha Casa
Coleção CARAS